BRASIL É O Nº 2 DO MUNDO EM JURO REAL – País só fica atrás do México mesmo após corte da Selic

12
0
COMPARTILHAR

Mesmo com o quinto corte seguido da Selic, de 11,75% para 11,25% ao ano, menor patamar dos últimos dois anos, o Brasil continua entre os países com a maior taxa de juro real do mundo. Levantamento do site MoneYou mostra que, após a redução, os juros reais ficaram em 5,95% ao ano, atrás apenas do México, que encabeça o ranking, com 6,49%.

O ranking leva em conta as taxas de 40 países. Na terceira colocação, aparece a Colômbia, com juros reais de 4,81%, seguida da Turquia (3,78%) e Indonésia (3,48%).

De acordo com o economista da MoneYou, Jason Vieira, o cenário para a aceleração do corte de juros no Brasil continua travado pela questão fiscal.

— O governo continua com a insistência arrecadatória e nenhuma sinalização de controle de gastos, o que se choca com a série mais recente de indicadores inflacionários, especialmente o mais recente IPCA-15, que trouxe uma sensível melhora e abre espaço para cortes mais intensos — afirma Vieira.

Ele lembra que a inflação americana também ajudou, com os índices de preços ao consumidor e dos produtores comportados.

A taxa real é uma combinação de inflação projetada para os próximos 12 meses e a taxa de juros DI a mercado nos próximos 12 meses considerando o vencimento mais líquido.

Os dez países com maior taxa de juro real

México 6,49%

Brasil 5,95%

Colômbia 4,81%

Turquia 3,78%

Indonésia 3,48%

República Tcheca 2,46%

Chile 2,45%

África do Sul 2,29%

Hong Kong 2,27%

Hungria 2,26%

Fonte: sistema Globo e informações de MoneYou

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui