Wallber diz que PL ‘é passado’ e reafirma apoio a Nilvan em João Pessoa

87
0
COMPARTILHAR

O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado estadual Wallber Virgolino, disse nesta quarta-feira (24), que trata como ‘passado’ a sua relação com o Partido Liberal (PL) em meio às divergências entre a cúpula da sigla e as pretensões do comunicador Nilvan Ferreira, que deseja ser candidato à Prefeitura de João Pessoa. O parlamentar reafirmou o apoio ao nome do aliado para o pleito desse ano aqui na Capital.

Em entrevista à Rádio CBN Paraíba, nesta quarta-feira (24), o deputado bolsonarista rechaçou a hipótese de pré-candidatura do comunicador como prefeito de Santa Rita. Wallber criticou o PL, que de antemão barrou essa possibilidade por meio da direção estadual, comandada pelo deputado federal Wellington Roberto, que decidiu apoiar o grupo do prefeito Emerson Panta (PP).

“Quando o PL se opõe a Nilvan, isso faz parte do jogo, e a gente não conta mais com o PL. As decisões do partido pertencem ao partido. O PL já passou. Estamos dialogando com alguns partidos e Nilvan será candidato em João Pessoa”, comentou.

O movimento de pré-candidatura de Nilvan em Santa Rita foi ventilado por aliados do comunicador, com base em pesquisas internas, que mostram Ferreira bem posicionado. O apresentador foi visto em agenda na cidade, no último fim de semana, momento em que se deixou ser fotografado ao lado de eleitores. Apesar da fotografia, Wallber disse que a estratégia do grupo é ‘focar em João Pessoa’.

“Fomos bem vontades em João Pessoa na última eleição, temos que direcionar nosso trabalho para a cidade, porque temos chances de vencer, e os demais candidatos fazem parte do mesmo conglomerado político. A gente é mudança, a gente é novo”, comentou o parlamentar, que também revelou diálogos com outros partidos para viabilizar o nome de Nilvan.

Wallber disse, também, que apesar de ser aliado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), diverge do apoio ao ex-ministro da saúde, Marcelo Queiroga, para a disputa em João Pessoa.

“Não sou amigo pessoal de Bolsonaro, eu sou eleitor, eu sou fã”, comentou. “Sou leal na racionalidade, mas não vou votar em um candidato que tem 2% nas pesquisas, apoiado por Wellington Roberto. O que foi que Marcelo Queiroga fez pela direita conservadora da Paraíba”, questionou o deputado.

Fonte: Jornal da Paraíba

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui