PF indicia Zé Trovão e Sérgio Reis por participação em atos antidemocráticos

14
0
COMPARTILHAR

A Polícia Federal indiciou o deputado federal Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão (PL-SC) e o cantor Sérgio Reis pela organização de atos antidemocráticos no 7 de setembro do ano de 2021. Além deles, 11 pessoas foram indiciadas.

Todos defendiam, naquela ocasião, o fechamento de rodovias e o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal.

O grupo foi indiciado por incitação ao crime (pena de detenção de três a seis meses), associação criminosa (reclusão de um a três anos) e de tentar impedir o livre exercício dos Poderes.

Neste último caso, o órgão enquadrou os indiciados na antiga Lei de Segurança Nacional, porque era a lei vigente na época dos fatos, com pena prevista de dois a seis anos de prisão.

Entre os indicados estão também o ex-presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja) Antônio Galvan, e o jornalista Oswaldo Eustáquio. No caso deles, foram acusados ​​apenas dos delitos de incitação ao crime e associação criminosa.

A investigação foi aberta em 2021 a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), que detectou convocações nas redes sociais para manifestações antidemocráticas no 7 de setembro. Zé Trovão foi alvo de prisão na ocasião e chegou a ficar um mês foragido.

No ano seguinte, ele acabou eleito para o cargo de deputado federal. Atualmente, ele ainda usa tornozeleira eletrônica.

O inquérito sobre o caso chegou ao procurador-geral da República, Paulo Gonet, no mês passado. Ele vai decidir se apresenta denúncia contra os acusados.

O caso corre sob sigilo.

Fonte: Política JP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui